Dicas Canadá

Como cuidar da saúde mental no Canadá

Dia 10 de Outubro foi comemorado o Dia Mundial da Saúde Mental – assunto tão importante mas ainda pouco comentado. E mudar de país pode ser maravilhoso, mas muito desafiador. Diversas vezes nos deparamos com novos hábitos, costumes e culturas que devemos tornar parte de nossas vidas – e essa transição pode nos afetar mais do que pensamos.

 

Para te ajudar nessa nova fase de sua vida no Canadá, nós, da Canucks Intercâmbio, junto com duas especialistas, a psicoterapeuta Paula Coutinho e a nutricionista Vanessa Montagner, juntamos 10 dicas para você manter uma sua mente saudável.


1. Se valorize!

Sabemos que a vida de um intercambista pode ser estressante – entre aulas, turismo, e por vezes, trabalho. Mas nossa mentalidade e as conversas que temos conosco são um dos aspectos mais importantes do nosso bem estar geral. Muitas vezes somos muito duros com nós mesmos, menosprezando nossas conquistas e até desistindo de oportunidades pois a voz interior insiste em dizer que não somos capazes ou bons o suficiente. Tais pensamentos podem ter uma força maior do que imagina. Lembre-se: Não diga para si o que não diria para seu melhor amigo!


2. Esteja Presente – e consciente



Muitas pessoas saem em busca da “felicidade” – e os estudos são claros: praticar a atenção plena, a meditação e mindfulness fazem com que você consiga prestar atenção no momento presente, controlar suas emoções, e afastar os pensamentos negativos – te conecta com você mesmo. Em teoria pode parecer simples, mas requer muita prática e insight. 

3. Se envolva com as pessoas certas

casal se apoiando

“Diga-me com quem andas e eu te direi quem és”

Esse antigo provérbio é famoso por um motivo. 

Todos nós somos feitos para conexões humanas. No entanto, todos sabemos que existem amigos que te ajudam a crescer, ficam felizes por suas conquistas, e fazem com que seja a versão melhor de si mesmo. Mas também há aquelas que fazem o contrário – sempre te colocando para baixo e te desmerecendo.

A psicoterapeuta Paula Coutinho deixa a dica: Dê uma olhada nas pessoas à sua volta e se pergunte se elas contribuem para o seu crescimento, ou impedem você de atingir os seus objetivos.

4. Durma com os anjos

Novamente, sabemos que a vida nova em um país novo pode ser um pouco caótica – assim, o descanso é uma mercadoria escassa. Ele é o primeiro a ser jogado de lado quando outras prioridades surgem em nossas vidas, seja estudo, trabalho ou socialização. Mas seu corpo e sua mente precisam de energia para trabalhar em sua capacidade total e lidar com os estresses do dia a dia. Então vá lá, vista seu pijama mais confortável, apague as luzes e tire uma boa noite de sono!


5. Dormiu? Agora acorde e faça exercícios!


Sim, nós sabemos – você está cansado de saber dos benefícios da atividade física. Você conhece alguém que desconheça tais vantagens? Contudo, são poucos os que realmente criam uma rotina e hábitos regulares de exercícios. O lema aqui deve ser: Menos promessas e mais ações. 

Não estamos dizendo que você precisa correr uma maratona, ou fazer um Iron Man – As pesquisas recomendam que de 20 a 30 minutos por dia, 3 a 4 dias por semana já são suficientes para fazer proveito dos benefícios físicos e mentais da prática de atividades físicas.

Essa prática regular não faz bem apenas para seu coração e musculatura: também ajuda em uma ampla gama de problemas, desde estresse à ansiedade e depressão.

 

Chega de desculpas! Você não precisa pagar a mensalidade de uma academia chique ou um personal trainer caro – pegue um tênis e dê uma caminhada ao ar livre – aproveite para conhecer melhor a sua nova casa no Canadá 😉


6. Coma bem

alimentacao saudavel

Sobre a alimentação, a nutricionista Vanessa Montagner afirma “qualidade de vida começa de dentro para fora”. A profissional aconselha manter uma dieta equilibrada, rica em fibras, proteínas e vitaminas, evitando alimentos processados e industrializados. E durante esses meses de inverno no Canadá, como não temos muito sol, a tendência é ficarmos com níveis baixos de Vitamina D, sendo recomendada a suplementação. A deficiência dessa vitamina pode causar baixa imunidade, depressão, alergia, entre outros – então, atenção redobrada!


7. Ajude o próximo

Não é egoísmo – ajudar outras pessoas vai te fazer se sentir melhor consigo mesmo. Faça algum tipo de voluntariado, ajude aquela senhora a atravessar a rua – faz bem para todos os envolvidos!


8. Evite álcool e outras drogas

Quando sua saúde mental está debilitada, é tentador recorrer à substâncias químicas em busca de uma solução. Mas lembre-se: essas soluções, esse alívio será apenas temporário – e depois que o efeito passar, pode ser ainda pior para seu bem-estar.


9. Ache seu jeito de lidar com o estresse


Perceba que é o SEU jeito de lidar com o estresse, não UM jeito. Cada pessoa é uma pessoa – uns podem relaxar desenhando um quadro, outros com uma caminhada, ou um longo banho de banheira. Ache o que dá certo para você e insira em sua rotina.


10. Construa planos para seus objetivos

Ter um objetivo é sempre bom, mas é fácil de decepcionar se você prestar atenção somente no resultado final. Traça um plano: o que você pretende e PODE fazer para tornar esse objetivo realidade? Escreva (isso mesmo, pegue um papel e uma caneta) cada etapa do processo, e dê um passo de cada vez – cada etapa vencida é uma vitória!



BÔNUS: O mais importante – Não tenha vergonha de pedir ajuda!

Se você sentir que precisa de algum profissional para te auxiliar a melhorar sua saúde mental, saiba que pedir ajuda não é sinal de fraqueza, e sim de força! 


Paula Coutinho é psicoterapeuta formada com mestrado em Vancouver e registrada na British Columbia Association for Clinical Counselor (BCACC). Ela trabalha nos setores público e privado como terapeuta infantil e familiar. Confira o site dela @ www.psychotherapistroom.ca


Vanessa Montagner é nutricionista consultora, especializada em low carb diet atuando em Vancouver, BC. Para mais informações entre em contato  contact.vanessamontagner@gmail.com